Como podemos ajudar sua corretora de seguros a superar limites?

Como a Quiver se tornou uma gigante no mercado de seguros

25 anos é uma vida adulta. 25 anos rendem muitas histórias e muita luta. Muitas alegrias e muitas tristezas. Muitas vitórias e muitos tombos.

Quando eu falo sobre os meus 25 anos de experiência no mercado de seguros, não quero parecer velho, de jeito nenhum, mesmo porque dificilmente você encontra algum adulto que revele sua idade sem um certo desconforto.

Mas não dá para ignorar o fato de que 25 anos não é pouca coisa e olhar para trás me faz enxergar o quanto lutamos para evoluir e o quanto crescemos durante esse período.

A verdade é que perdemos muitas batalhas, mas atualmente estamos ganhando a guerra, que mesmo sendo interminável e dolorosa, rendeu o orgulho e felicidade de poder afirmar que conseguimos. Nós chegamos lá. Nós tornamos a Quiver uma gigante no mercado de seguros.

Mas é claro que o começo não foi assim. O início dessa jornada, ainda na década de 90, era repleto de dificuldades, não que agora não seja, mas antes tudo parecia tão difícil e tão distante.

Conheci o Mauricio dos Santos, meu futuro sócio (claro que ainda sem saber disso), naquela época, em 1993, quando eu já trabalhava há 2 anos em uma desenvolvedora do mercado de seguros.

O Mauricio seria o responsável pela distribuição dos softwares da marca no Paraná e, vejam só, fui eu quem ministrou o treinamento para que ele pudesse atuar em nome da empresa.

Anos depois, o Mauricio decidiu parar de revender softwares de terceiros e começou a desenvolver seus próprios sistemas, assim como eu havia feito algum tempo antes.

Sim, decidi caminhar por conta própria e não foi um caminho fácil, mas sempre fui pioneiro.

Digo isso porque, no início, corretoras de seguros não tinham computadores e os corretores mal sabiam ligar a máquina.

Nosso papel muitas vezes foi, além de introduzi-los aos softwares, ensiná-los a realizarem tarefas básicas em um computador.

Mas foram essas situações que me fizeram constatar a necessidade de carregar no DNA da empresa o pioneirismo e o espírito de inovação.

Criar ferramentas atualizadas – porém descomplicadas – com o que a tecnologia podia oferecer de melhor, foi um dos fatores que revolucionou internamente a nossa empresa.

Crescemos muito.

Por falar em crescimento, o Mauricio, meu sócio, costuma dizer que existem 2 tipos de empresários.

O primeiro é aquele que estrutura o negócio com o objetivo de “viver bem”, chegando a um certo patamar confortável em que ele não quer crescer mais e quer ter tudo sob o seu controle. Não quer ser líder.

O segundo tipo, é aquele que quer crescer, crescer e crescer, a ponto de dominar completamente o mercado.

E para isso, é preciso abrir mão de parte de seu orgulho, afinal, não é possível comandar toda a empresa sozinho, é necessário delegar tarefas e transferir a autoridade em vários aspectos.

É claro que não existe escolha certa ou errada nessas situações. Tudo depende do perfil do empresário, obviamente.

Mas acontece que, tanto eu quanto ele, somos do segundo tipo de empreendedores e sempre buscamos estruturar nossas empresas para crescer e dominar o mercado. Foi assim comigo na Sistemas Seguros e foi assim com ele na Virtual.

Crescemos tanto que chegou um momento que era preciso dar um passo grandioso rumo à liderança. Nós dois queríamos ser líderes de mercado e foi assim que o destino se cruzou novamente, mas dessa vez não foi em um treinamento de implantação.

Tanto a Sistemas, quanto a Virtual, procuraram auxílio da mesma empresa de consultoria em busca de atingir novos patamares.

Mas ao invés de cada empresa seguir um caminho individual, optamos por nos unir, pois sabíamos que juntos teríamos potencial enorme e o resultado dessa fusão seria uma empresa que já nasceria líder de mercado.

Foi assim que a Quiver se tornou uma gigante no mercado de seguros. Nós sabíamos onde queríamos chegar e tomamos ações estruturadas para alcançar o objetivo.

Alcançamos o topo pois esse objetivo estava muito bem definido.

E é claro que não vamos parar por aí, temos muitas soluções para desenvolver, queremos criar tendências de mercado, adquirir novas empresas e triplicar o tamanho da Quiver dentro de alguns anos. Sempre valorizando a inovação.

Isso vai ser fácil? É claro que não. Assim como não foi fácil na década de 90 e nunca vai ser. Mas nós estamos cientes disso e sabemos onde queremos chegar.

Se você é um gestor de uma corretora de seguros (ou pretende ser), posso te dizer que uma trajetória de sucesso não acontece por acaso.

Antes de tudo, saiba onde você quer chegar.

Pergunte a si mesmo se você realmente quer crescer exponencialmente, está disposto a lutar por isso e vai descentralizar o poder de decisão.

Se não estiver, tudo bem também, existe mercado para todos.

Depois, crie processos para que cada membro da equipe saiba qual papel tem dentro da corporação e o que você espera dele cada um deles.

Procure a inovação ao invés de tentar seguir passos da concorrência. Acredite no potencial das suas ideias.

Não poupe investimento e suor.

E claro, conte com a Quiver para superar limites e se tornar gigante.

Conosco o corretor de seguros está seguro.

Fernando Rodrigues

Fernando Rodrigues

Fernando Rodrigues é empreendedor da área de softwares para corretoras de seguros há mais de 25 anos. Atualmente, é VP financeiro e de operações da Quiver, empresa líder no segmento de soluções para corretoras de seguros no Brasil. Formado em Tecnologia da Informação e Administração de Empresas, o executivo tem se dedicado ao crescimento da empresa, na superação dos limites dos clientes e na evolução constante dos colaboradores.

Tenha acesso aos nossos conteúdos VIP

Criados por uma equipe de especialistas para fazer a sua corretora superar limites